A Insónia e o Mindfulness

art22
Quantas vezes já aconteceu ter dificuldades em dormir? Sim, por vezes existem dificuldades em manter um sono reparador e restaurador.

Quantas vezes já aconteceu ter dificuldades em dormir?

Sim, por vezes existem dificuldades em manter um sono reparador e restaurador.

Existem vários tipos de perturbações relacionadas com a Vigília-Sono, sendo uma delas a insónia, caraterizada por uma insatisfação com a quantidade ou a qualidade do sono e queixas de dificuldade em o iniciar ou em mantê-lo, com vários despertares noturnos, levando muitas vezes a sintomas como: cansaço, irritabilidade, falta de concentração, atenção e memória, sintomas depressivos e ansiogénicos. A preocupação com o sono e com o desconforto causado pela incapacidade de dormir pode levar a um círculo vicioso, em que o esforço que é feito para dormir aumenta a frustração, prejudicando o sono, podendo contribuir para o desenvolvimento da insónia.

A insónia pode ser provocada por alterações fisiológicas, orgânicas ou psicológicas, tais como: maus hábitos de higiene de sono; consumir álcool ou drogas ilícitas; consumir cafeína ou refeições pesadas antes de dormir; fazer exercício físico próximo da hora de dormir; o hipertiroidismo; a menopausa, doenças crónicas ou a comorbilidade com outro tipo de perturbações. É importante reforçar, também, que alguns medicamentos poderão afetar a qualidade do sono.

O Mindfulness surge como um estilo de vida a adotar, permitindo a prevenção e um possível tratamento para as perturbações do sono, perturbações alimentares, recaídas depressivas, redução de stress, de ansiedade, entre outros, promovendo o aumento de níveis de bem-estar e a manutenção do equilíbrio emocional. Ser Mindful consiste em focar a atenção para a experiência presente, sempre com um propósito e sem julgamento, ou seja, não avaliar os pensamentos, sentimentos, sensações e desejos., observando-os tal e qual como eles surgem, pois assim como aparecem, também desaparecem.

Em suma, avaliando as causas relacionadas com o aparecimento da insónia e os benefícios de um estilo de vida Mindful, onde existe uma prática meditativa diária e sustentada em experiências já elaboradas, conseguimos dar outro tipo de resposta de tratamento desta perturbação e de outras, melhorando a qualidade de vida de cada um.

 

 

Referências:

 

Varela MJV, Carvalho JEC, Varela M, Potasz C, Prado LBF, Carvalho LBC (2005). Insônia: doença crónica e sofrimento. Revista Neurociências; 13(4):183-189.

 

Shapiro, S., Schwartz, G. & Bonner, G. (1998). Effects of Mindfulness-Based Stress Reduction on Medical and Premedical Students. Journal of Behavioral Medicine, 21, 6, 581-599.

 

Rau, H. K., & Williams, P. G. (2016). Dispositional mindfulness: A critical review of construct validation research. Personality and Individual Differences, 93, 32–43.

Williams, M., & Penman, D. (2011). Mindfulness: a practical guide to finding peace in a frantic world. Hachette UK.

 

American Psychiatric Association (2014). Manual de Diagnóstico e Estatístico das Perturbações Mentais: DSM-5. (5ª ed.). Lisboa: Climepsi Editores