Lúpus – uma doença auto-imune

naturalmed png
Mas afinal o que é uma doença auto-imune? O nosso sistema imunitário é responsável por identificar e combater substâncias que podem ser perigosas para o organismo, como bactérias, vírus, alguns tipos de células, etc. No entanto, às vezes o nosso sistema imunitário funciona de forma incorreta, e considera os próprios tecidos e células do organismo como elementos estranhos. Neste momento, acontece uma reação auto-imune que resulta num “combate” entre o sistema imunitário e o próprio corpo, que resulta em inflamação e dano tecidual.

Mas afinal o que é uma doença auto-imune? O nosso sistema imunitário é responsável por identificar e combater substâncias que podem ser perigosas para o organismo, como bactérias, vírus, alguns tipos de células, etc. No entanto, às vezes o nosso sistema imunitário funciona de forma incorreta, e considera os próprios tecidos e células do organismo como elementos estranhos. Neste momento, acontece uma reação auto-imune que resulta num “combate” entre o sistema imunitário e o próprio corpo, que resulta em inflamação e dano tecidual.

 

Portanto, o Lúpus é uma doença auto-imune, na qual o sistema imunitário em vez de proteger o organismo, ataca-o, provocando inflamação e alteração da função do sistema afetado. É uma patologia crónica, mas existem fases em que está inativa e fases em que está reativa.

 

Existem duas formas diferentes de Lúpus:

  • Lúpus Sistémico – forma da doença mais generalizada e que pode afetar qualquer órgão ou sistema do corpo
  • Lúpus Discóide – forma da doença limitada à pele, mas que pode evoluir para a forma Sistémica.

 

Os sintomas associados ao Lúpus variam de acordo com os órgaos e sistemas que afetam, por isso pacientes com a mesma forma de Lúpus podem experenciar sintomas diferentes.

Apesar desta variação existem sintomas comuns:

  • cansaço
  • dores articulares associadas a rigidez, inchaço e dificuldade no movimento
  • aparecimento de manchas avermelhadas e com relevo na pele (sobretudo na zona do rosto, mas também no pescoço, braços e peito)
  • fotossensibilidade

Em casos mais graves pode originar o comprometimento do sistema respiratório, cardíaco e renal.

Não se conhece ainda uma causa para o Lúpus mas está relacionado com algumas condições que dão origem à predisposição para a doença, uma combinação de factores genéticos, hormonais e ambientais.

Para além disto, existem fatores que precipitam a manifestação da patologia sob a forma de sintomas, ou seja, provocam a fase reativa do Lúpus,  como por exemplo o stress físico e emocional, cansaço excessivo, privação de sono, infeções e a exposição à luz solar.

 

Não existe cura para o Lúpus, mas, de um modo geral, os tratamentos disponíveis permitem a manutenção de uma boa qualidade de vida. O objetivo do tratamento é a prevenção da lesão de órgãos vitais e a manutenção da doença na fase inativa. O tratamento pode incluir utilização de fármacos, exercício e repouso adequados, mudança de hábitos alimentares e a não exposição à radiação ultravioleta e ao stress.

 

Por isso se apresentar algum destes sintomas informe-se com o seu médico, é importante um diagnóstico adequado e exato. Não se auto-diagnostique nem se auto-medique.

 

Experimente também os nossos serviços na Naturalmed, desde o Pilates Clínico para ajudar a fortalecer as articulações, às sessões de Mindfulness para ultrapassar o stress e a frustração, à Medicina Tradicional Chinesa com objetivo de reequilibrar o organismo.

 

Cuidamos de si, naturalmente